fbpx
aprenda a rastrear

Como rastrear o seu parceiro sem que ele saiba — seu guia e rastreamento de parceiros

Eu quero seguir o meu parceiro. Você com certeza já escutou essas palavras de um amigo, mas, talvez, nunca tenha imaginado que você um dia diria essa...

Como rastrear celular grátis – Métodos que funcionam para o rastreamento de aparelhos celulares

Nós levamos vidas cheias de informação e afazeres, em que soluções simples e inteligentes são extremamente valiosas. Agora, você pode rastrear um...

Maneira infalível de espionar a localização do seu marido sem tocar no telefone dele

erto, então você está desesperada.Você suspeita que ele está traindo você, mas quer evidências sólidas para embasar suas suspeitas.Aqui apresentamos...

Últimos artigos

Tudo o que você precisa saber sobre rastreamento de celular: um guia detalhado

Na medida em que a transformação móvel do século 21 continua a tornar a vida muito mais simples, muitas empresas entraram no mercado para deixar as pessoas à vontade com o rastreamento de celulares.

As ferramentas voltadas para localização são soluções deste século para quem sente a necessidade de cuidar das pessoas e coisas de suas vidas. Na verdade, na América do Norte e na Europa, 70 milhões de pessoas usam aplicativos de rastreamento. Seja para o pai preocupado, o cônjuge desconfiado ou o professor distraído, o rastreamento por telefone oferece uma solução que pode afastar a ansiedade.

É um comportamento humano básico, todo mundo quer rastrear, mas acha invasivo e desconfortável ser rastreado.

Na época moderna, as pessoas levam seus telefones consigo para todos os lugares. Então, saber onde um telefone está geralmente significa saber onde uma pessoa está. É por isso que rastrear pessoas se tornou um conceito bastante simples. Mas também levantou muitas questões.

É um comportamento humano básica, todo mundo quer rastrear, mas acha invasivo e desconfortável ser rastreado. O fato é que muito da paranoia envolvendo aplicativos de rastreamento vem de um mal-entendido sobre como eles funcionam e quem os está usando para qual finalidade.

Há algumas coisas importantes para entender antes de decidir se o rastreamento por telefone é a opção certa para você.

O que esses aplicativos fazem?

Dependendo de sua necessidade, há várias maneiras de usar aplicativos para rastrear outras pessoas. Os aplicativos de rastreamento mais comuns e amplamente utilizados contam com a tecnologia GPS.

O motivo: os smartphones vêm com recursos de GPS e são onipresentes. Na verdade, uma pesquisa do IBGE revelou que 77,1% da população possui um smartphone. Então, é simplesmente uma questão de utilizar a tecnologia GPS que já está instalada em smartphones. É isso que os torna uma escolha tão popular para rastreamento — eles são práticos e universais.

Quais são os usos mais comuns do rastreamento?

Há muitas maneiras de usar o rastreamento por telefone celular, mas as mais comuns se enquadram em algumas categorias básicas.

  • Pais monitorando o paradeiro de seus filhos para segurança (e controle)
  • Cônjuges e outras pessoas importantes que se monitoram por suspeitas de infidelidade
  • Encontrar seu telefone porque foi perdido ou roubado
  • Usando seu telefone para vigiar objetos de valor
  • Monitorar pessoas idosas, deficientes mentais ou pessoas com deficiência para fins de segurança

Pais rastreando os locais dos filhos e monitorando sua comunicação

Goste ou não, criar um filho que vem de uma geração de pessoas com conhecimento digital exige um nível extra de precaução, e é por isso que os pais estão no topo da lista de pessoas que usam rastreamento por telefone celular.

Para alguns pais, o rastreamento serve para monitorar uma criança com determinada condição médica. Para outros, trata-se de adotar um nível extra de precaução contra as ameaças do século XXI que a tecnologia representa para os predadores sexuais.

É preciso reconhecer que o perfil de seus filhos nas mídias sociais, embora marcado como privado, está longe de ser privado. Para complicar, seus filhos sabem mais sobre dispositivos como telefones, tablets e computadores do que você.

Mas você sabe mais sobre os perigos do mundo do que eles, e é sua responsabilidade manter seus filhos seguros. E, como eles superam você em termos de conhecimento das nuances da tecnologia, cabe a você monitorar onde estão e com quem estão conversando.

Quando se pergunta às autoridades policiais sobre como as mídias sociais e os telefones celulares mudaram a maneira como fazem seus trabalhos, muitos relatam que a percepção de privacidade que a tecnologia proporciona estimula os criminosos inclusive a lucrarem com material relativo a pedofilia. Infelizmente, o Brasil não tem dados consolidados sobre o problema. No entanto, a polícia estima um aumento de 50% dos casos com o auxílio da internet.

Assim, como pai, você vai se preocupar muito menos com os predadores infantis à espreita que tentam passar despercebidos, e muito mais com adultos ousados mantendo conversas secretas com seus filhos na esperança de atraí-los para longe de você.

O que isso significa para você é que é a hora de encontrar uma nova abordagem para proteger seus filhos. A resposta do século 21 é o rastreamento de localização e o monitoramento da comunicação por telefone.

Precisa haver consentimento para os pais rastrearem seus filhos?

É totalmente legal e permitido para um pai monitorar a localização e a comunicação no celular de seus filhos com menos de 18 anos de idade sem consentimento (Fonte:GPS.gov). Na verdade, quando os sistemas operacionais são desbloqueados (p. ex,, com jailbreak), você pode instalar esses aplicativos de rastreamento nos dispositivos de seus filhos sem que eles saibam.

Aplicativos como mSpy e Spy Bubble permitem que os pais acompanhem a localização de seus filhos e monitorem suas atividades no telefone, como telefonemas, mensagens e uso de aplicativos.

Esses aplicativos, e outros como eles, são perfeitos para pais que querem que seus filhos tenham as vantagens de um telefone celular, junto ao conforto de saberem onde as crianças estão e com quem estão conversando.

Outro aplicativo muito popular que se limita ao rastreamento de celulares de crianças em particular também oferece recursos como o “Alerta de pânico”. O Life360 possibilita que a criança clique em um botão vermelho na parte superior da tela para notificar sua família sobre sua localização e avisar que ela está precisando de ajuda!

Há certamente muitos outros aplicativos por aí, mas esteja ciente de que, se deseja a maioria das funções e a melhor precisão do GPS com uma interface fácil de usar e controle total dos telefones de seus filhos, a versão paga desses aplicativos/softwares é a única maneira de fazer isso.

Monitoramento de cônjuges para comprovar infidelidade

Uma das maneiras mais fáceis de fazer isso é fazer com que seu cônjuge fale sobre onde ele está e o que está fazendo. Se houver o desejo de salvar o relacionamento, não haverá motivo para discordância.

A pesquisa Mosaico 2.0 revelou que  50,5% dos homens e 30,2% das mulheres admitiram já terem traído seus parceiros. A realidade é que esse número é muito maior porque as pessoas não querem admitir que estão enganando até mesmo seu melhor amigo. Isso deixa claro por que os casais que se monitoram é o segundo uso mais significativo de aplicativos de rastreamento de telefones celulares.

Se a infidelidade é um problema em seu relacionamento, ela precisa ser corrigida. Uma das maneiras mais fáceis de fazer isso é fazer com que seu cônjuge fale sobre onde ele está e o que está fazendo. Se houver o desejo de salvar o relacionamento, não haverá motivo para discordância.

Na verdade, a Dra. Janis Spring descreve dez passos para se recuperar de um caso. No sexto passo, a Dra. Spring recomenda estabelecer regras. Essas regras devem ser rígidas e estabelecidas pela pessoa que foi enganada no relacionamento, a fim de iniciar o processo de cura.

Muitos cônjuges optam por usar aplicativos de rastreamento como uma dessas regras rígidas sugeridas por Spring. A ideia de monitorar abertamente a localização do outro de maneira recíproca ajuda a provar ao cônjuge que foi enganado que o parceiro que traiu no passado não tem nada a esconder. Ambas as partes decidem juntas que compartilhar locais com honestidade pode ajudar a restabelecer o relacionamento. Aplicativos de rastreamento são a solução ideal para ajudar a aliviar a ansiedade do cônjuge que sofre a infidelidade. Eles oferecem a paz de espírito necessária para recuperar o relacionamento.

Michele Weiner-Davis, uma terapeuta de casais residente em Boulder, Colorado, e autora de Divorce Busting: A Step-by-Step Approach to Making Your Marriage Loving Again advises, afirma:

”Esteja disposto a fazer o que seu cônjuge precisa para se sentir mais seguro no relacionamento. [Para alguns] é compartilhar informações sobre celulares… ”

Quando os especialistas aconselham que é saudável, em alguns relacionamentos nos quais os cônjuges traíram para dar aos parceiros o que precisam para se recuperar, então não há como questionar a necessidade de tais ações — apenas tenha em mente que elas devem ser consensuais.

E se meu parceiro não concordar em instalar um aplicativo de rastreamento?

O consentimento é a primeira coisa necessária para realizar a vigilância de outro adulto, independentemente de seu relacionamento com a pessoa. Se você tiver acabado de conhecer o parceiro ou se estiver casado há 30 anos, a Lei de Privacidade de Comunicação Eletrônica torna ilegal rastrear o celular de outra pessoa sem o seu consentimento.

Uma ótima razão pela qual o consentimento é necessário é que o rastreamento por meio de telefones celulares é uma maneira fácil de os parceiros físico e mentalmente abusivos controlarem o seu par. O recurso pode facilmente permitir que um abusador rastreie o parceiro como um meio de controle ou para praticar violência física.

A NPR pesquisou recentemente  72 abrigos para vítimas de violência doméstica e a descoberta foi muito assustadora. O maior motivo de preocupação foi que 85% das vítimas precisavam que os dispositivos de rastreamento fossem desativados ou removidos de seus telefones.

Para espionar SEM consentimento leia Como rastrear seu parceiro sem que ele saiba

Por outro lado, nem todo mundo é um abusador, e quem é vítima de infidelidade provavelmente se sente no direito de rastrear seu cônjuge sem permissão quando se trata de questões de custódia ou distribuição equitativa de propriedade no divórcio. O argumento de “Veja o que ela está fazendo comigo” pode facilmente permitir que a emoção se sobreponha à lógica. Embora esses sentimentos sejam certamente legítimos, eles não justificam o rastreamento de acordo com a legislação.

Desde janeiro de 2012, a Suprema Corte dos Estados Unidos concordou que informações obtidas de dispositivos de rastreamento se enquadram na quarta emenda, busca e apreensão, e, portanto, requer um mandado.

A conclusão é clara: sem consentimento/permissão, qualquer informação que o seu advogado tente submeter à justiça não será aceita porque foi obtida por meio de violação da Lei de Comunicação Eletrônica. Então não compensa o risco.

Rastreamento sem consentimento: colocação de um rastreador GPS no porta-malas de um carro

Ocultação de um smartphone antigo no carro de seu parceiro

Se você não tiver dinheiro para gastar em um dispositivo de rastreamento, sempre é possível implantar um smartphone antigo no carro ou em um objeto como uma bolsa ou mochila que o parceiro carregue.

Se você estiver usando um iPhone, a chave é lembrar de ativar o aplicativo Find my Phone já instalado. Então será possível monitorar o paradeiro de uma pessoa rastreando o telefone. Para telefones Android, procure ativar o gerenciador de dispositivos Android. Ambos os aplicativos são totalmente gratuitos.

O truque é mantê-lo carregado (anexar uma bateria extra ao aparelho pode ser suficiente para prolongar a duração da bateria) e mantê-lo ligado no modo silencioso.

Se você optar por ignorar a lei e quiser correr o risco de rastrear alguém sem consentimento, existem algumas maneiras criativas que outros tentaram E que funcionaram!

Uma das maneiras mais fáceis de rastrear alguém é colocando um rastreador GPS em seu carro. Esses dispositivos costumam caber na palma de sua mão e podem adotar diferentes tecnologias. Alguns deles vêm até em um compartimento à prova d’água. Basta colocar a caixa embaixo ou dentro do carro de alguém. Então, você pode monitorar seu paradeiro com um aplicativo.

O truque é mantê-lo carregado (anexar uma bateria extra ao aparelho pode bastar para prolongar a duração da bateria; porque não é uma boa ideia ter que carregar o dispositivo o tempo todo e correr o risco de ser pego).

Dez passos para rastrear o carro de seu parceiro usando um smartphone extra

  1. Encontre um smartphone velho ou compre um usado online. Por exemplo, no mercadolivre.com.br você pode encontrar muitos na faixa de R$ 300. Lembre-se de que quanto menor, melhor (consome menos bateria e você tem mais espaço para escondê-lo). Como você sabe, os telefones Android são mais baratos que os produtos da Apple.
  2. Atualize o software para a versão mais recente.
  3. Compre um chip pré-pago que tenha um plano de dados. O mais barato deve bastar, desde que o provedor de serviços tenha uma boa cobertura na área em que você deseja fazer o rastreamento.
  4. Instale e ative seu aplicativo de rastreamento de telefone desejado
  5. Ative “Serviços de localização” no telefone (iPhone/Android) e no aplicativo.
  6. Desligue todo o som e vibrações possíveis no telefone para que ele não faça nenhum ruído. Por exemplo, se você receber uma mensagem de texto de seu provedor de rede, ou se uma chamada acidental for realizada, ou até mesmo uma notificação sonora quando a bateria estiver acabando, tudo isso representa possíveis causas de preocupação.

  1. Compre uma fonte de baterias externa de alta capacidade (você vai agradecer por isso mais tarde) e conecte-a antes de colocar o aparelho no carro. Você pode encontrar alguns bons modelos na Amazon.com. Como você provavelmente sabe, a bateria dos smartphones acaba muito rapidamente, até mais rápido em telefones usados. Algumas dessas fontes de energia (especialmente as mais volumosas) podem manter seu telefone funcionando por mais de uma semana sem precisar ser retirada para uma recarga.
  2. Instale um aplicativo como o Potencial, que avisa quando o nível da bateria chega a 30% (você pode configurar para qualquer nível específico). Planeje-se para pegar o telefone de volta e carregá-lo, bem como a bateria extra.
  3. Além disso, não se esqueça de bloquear o aparelho com senha — para o caso de o dispositivo ser encontrado e o parceiro tentar acessar o aparelho e descobrir quem está por trás disso.
  4. Esconda o smartphone de forma inteligente em seu carro primeiro e teste-o por alguns dias. Ligue, verifique se chama, veja quanto tempo a bateria aguenta. Prepare-se antes de planejar posicioná-lo no carro do parceiro (veja abaixo a lista de lugares onde é possível escondê-lo).

Lugares para esconder o smartphone e a bateria no veículo

  1. O porta-malas do carro. Se o parceiro raramente o usa, e/ou há um tapete grosso para esconder o dispositivo debaixo, este pode ser o lugar ideal.
  2. Sob o console do meio/centro. Remova a peça (use força se necessário). Normalmente há muitas fendas sob o console, provavelmente grandes o suficiente para esconder o telefone.
  3. Se houver espaço suficiente, e for reforçado, esconda o aparelho atrás do porta-luvas; há muitas fendas ali. Se o telefone for grande e as baterias ainda mais, esse local não será uma boa escolha.
  4. Seja criativo! Todo veículo é único. Tente encontrar locais seguros como esconderijo, onde seu parceiro nunca olharia.

Ative a função Geofence para saber quando seu parceiro está em um determinado local

Ative a função de geofencing para receber uma notificação quando seu parceiro sair de certa área ou entrar em determinada área. Em aplicativos Encontrar meu iPhone/Encontrar Amigos, basta tocar em “Avise-me”, escolher “Chegar” e selecionar o local que deseja cobrir.Por exemplo, se uma mulher suspeita que o parceiro está visitando a amante que vive do outro lado da cidade; basta adicionar uma geocerca na área para ser informada (via notificações em seu telefone) quando ele entrar na região.

Como encontrar seu telefone perdido ou roubado

A triste verdade quando seu telefone JÁ FOI perdido/roubado

Há uma grande ressalva aqui: se você JÁ perdeu o seu telefone ou teve o aparelho roubado e está lendo este artigo na esperança de descobrir onde ele está para, assim, recuperá-lo, MAS sem ter instalado e/ou ativado qualquer tipo de rastreamento de aplicativo de antemão E, portanto, não pode acessar a localização do telefone remotamente por meio das interfaces da web dos aplicativos (iCloud.com para iPhones), então você não pode rastrear seu telefone APÓS a perda usando esta tecnologia. Lamentamos esta é simplesmente a triste verdade.

Somente seu provedor de telecomunicação, em teoria, pode rastrear a localização ou a última localização em que seu telefone foi detectado (até que a bateria acabe ou o ladrão o desligue ou substitua o chip). Esta é outra tecnologia usada, mas sua operadora de telecomunicações (Claro, Vivo, Tim etc.) tem acesso a esses dados e certamente não os compartilhará com você.

Os usuários de smartphones do Brasil já aparecem entre as pessoas que dedicam mais tempo ao uso do celular do mundo. A navegação é uma tábua de salvação para a maioria. É o lar de todas as fotos e lembranças sentimentais. Além disso, armazena agendas de trabalho, e-mails, agendas de família, acesso aos professores de seu filho a lista continua porque há praticamente um aplicativo para controlar cada detalhe da sua vida.

2,1 milhões de telefones foram roubados em 2015 e cerca de 3,1 milhões foram perdidos no mesmo ano

Mas o que acontece quando você não consegue encontrar seu telefone? Estudos mostram que cerca de 5 milhões de telefones foram roubados no Brasil desde 2000, atualmente 63 aparelhos são roubados por hora. Se você tiver sorte, talvez o seu aparelho não tenha sido roubado e esteja por perto.

Como o seu telefone é tão importante para gerenciar todos os aspectos da sua vida, faz sentido rastrear seu paradeiro. Aplicativos como o Find my iPhone ou o gerenciador de dispositivos Android do Google facilitam a localização de seu telefone, caso você o perca.

Quais aplicativos escolher para começar a rastrear o meu telefones ou o de outras pessoas

Não há muita diferença na tecnologia usada para desenvolver esses aplicativos. Geralmente, os aplicativos de rastreamento funcionam da mesma maneira básica: assim como quando você usa o software de navegação, o telefone exibe um sinal de GPS mostrando sua localização.

A diferença entre usar um aplicativo para rastreamento versus usar um aplicativo para navegação é que o seu telefone simplesmente mostra onde você está e para onde está indo. Com aplicativos de rastreamento e monitoramento, outra pessoa vê onde você está.

Independentemente de quem está rastreando, o objetivo é monitorar a localização e responder a perguntas como:

  • Você está onde deveria estar?
  • Você está atrasado?
  • Falta quanto tempo para você chegar?
  • Você está perdendo tempo?

Uma análise rápida da App Store e do Google Play Store mostrará que os aplicativos de rastreamento mais populares desempenham tarefas semelhantes. Assim, encontrar a opção ideal é simplesmente uma questão de pesquisar o que está por aí, comparar preços e observar pequenas diferenças.

  • Ver a localização em tempo real da família em mapas privados
  • Receber alertas em tempo real
  • Ver locais anteriores
  • Rastrear dispositivos perdidos ou roubados
  • Monitorar motoristas jovens
  • Testar as minúsculas diferenças de precisão entre os aplicativos

Se você não sabe por onde começar, pode usar os apps de rastreamento pré-instalados em seu dispositivo. Os usuários do iPhone podem usar o aplicativo Buscar meus amigos e os usuários do Android podem usar o gerenciador de dispositivos do Google.

Cuidado!

Embora existam muitos celulares e aplicativos de rastreamento para celular, a maioria dos gratuitos, em especial, é propaganda enganosa. Eles vendem a promessa de que você pode rastrear alguém com precisão e sem consentimento. Não caia nesse truque.

Por trás da tecnologia: como funcionam esses aplicativos?

A maioria dos aplicativos de rastreamento funciona como o GPS de seu carro comunicando-se com satélites em órbitas fixas.

O que acontece é que os receptores no solo calculam a latitude e a longitude dessas transmissões por satélite. Em seguida, o local envia os dados para seu telefone e você os vê em um mapa diretamente no smartphone.

A precisão do GPS aumenta quando o Wi-Fi é ligado

Você pode ter ouvido (talvez de seu próprio telefone) que ligar o Wi-Fi aumenta a precisão do GPS. Isso ocorre porque os sinais de rádio que saem dos pontos Wi-Fi próximos podem ajudar a fornecer um ponto de referência para onde você está, mesmo sem conexão a eles.

Essa informação não é enviada a ninguém; é apenas uma maneira de o seu telefone se orientar com base nas posições conhecidas dos pontos de Wi-Fi à sua volta.

Há um pouco de diferença de desempenho quando os usuários estão em diferentes tipos de redes. Se um sinal Wi-Fi estiver fraco, você poderá perceber uma interrupção no rastreamento. 

Normalmente, uma conexão Wi-Fi abrange cerca de 91 metros. Assim, se a pessoa que você está rastreando estiver a 91 metros do serviço Wi-Fi e conectada; você não deve ter problemas para rastreá-la.

Rastreadores Bluetooth são ideais para rastrear/monitorar as coisas em seu bairro

A tecnologia Bluetooth é mais adequada para rastrear coisas do que pessoas. A maioria das pessoas distraídas opta por usar o rastreamento Bluetooth para ficar de olho em objetos pequenos, porém vitais, que muitas vezes se perdem, como as chaves do carro e o controle remoto da TV.

A maneira como funciona é bem simples. Você recebe uma “tag” do Bluetooth, e essa tag é emparelhada com um aplicativo de rastreamento. Você pode colocar essa tag em um objeto valioso e monitorar seu paradeiro.

A vantagem desse tipo de rastreamento é que você pode encontrar facilmente as coisas perdidas. Uma das desvantagens do rastreamento por Bluetooth é que ele só funciona quando está dentro do alcance do receptor. Quando você estiver fora do alcance desses receptores (seu smartphone), a função de monitoramento será inútil.

Como encontrar objetos perdidos/roubados

Ao longo de sua vida, você perderá cerca de 22 mil reais em objetos. Seja controles de TV, chaves de carro, carteiras, iPods ou tablets.

Além disso, você gastará cerca de 55 minutos por dia procurando por essas coisas. Só a frustração associada à busca é suficiente para levar algumas pessoas ao limite.

Reduzir a frustração, poupar tempo e não perder dinheiro são razões pelas quais as pessoas optam por usar aplicativos para ficar de olho nesses itens facilmente extraviados.

Especialistas em tecnologia Bluetooth alegam que coberturas de até 100 metros são possíveis com a tecnologia Bluetooth, mas muitos consultores realistas aconselham os consumidores a presumir que metade da distância anunciada é o que será alcançado na compra de um dispositivo de rastreamento Bluetooth.

Tenha cautela ao comprar dispositivos de rastreamento Bluetooth. Muitas empresas vendem seus dispositivos de rastreamento sem explicar as limitações do Bluetooth. A TrackR é uma empresa bem conhecida.

A TrackR não informa que você terá um alcance de 30 metros para rastreamento até a parte inferior da página (a parte que ninguém lê).

O site destaca os benefícios do rastreamento, mas não informa que você tem um alcance de 30 metros para rastreamento até a parte inferior da página (a parte que ninguém lê). Então, se você for comprar uma etiqueta para o seu cão porque ele costuma fugir, o produto não ajudará a encontrá-lo assim que ele alcance a distância de 30 metros.

Triangulação — rastreamento celular sem GPS

A triangulação é uma tecnologia baseada em localização que era usada em telefones analógicos (lembre-se do antigo telefone Nokia ou Motorola?), já que eles não tinham chips de GPS integrados a seu hardware, como os smartphones atuais. Como ainda existem alguns telefones que não vêm com um chip GPS instalado, às vezes é preciso confiar nas fórmulas do passado. A mesma tecnologia pode ser usada em seu smartphone, pois não depende do GPS.

A triangulação consiste no rastreamento usando torres de telefones celulares para ter uma ideia geral de onde uma pessoa pode estar (o rastreamento acontece usando três torres de celular para identificar a localização dos telefones). Como um telefone está ao alcance de mais de uma torre por vez, redes como a AT&T e a Verizon podem triangular ou encontrar as três torres mais próximas e determinar uma localização geral – assim como você acessa seus mapas ao vivo com o GPS, pode obter o mesmo resultado por meio desta tecnologia.

Se você deseja usar esse método de rastreamento, não é necessário instalar nenhum tipo de aplicativo no telefone da pessoa rastreando ou da pessoa sendo rastreada, mas, em certos casos, o plano de celular deve ser o mesmo.

A desvantagem desse método é que ele não é tão preciso quanto o GPS, e você precisa obter o consentimento via mensagem de texto da pessoa que deseja rastrear para que os dados de localização sejam compartilhados (mas não é necessário instalar nada secretamente em seu telefone). Além disso, sua operadora de celular também enviará mensagens de vez em quando, lembrando a pessoa que está sendo rastreada de que está compartilhando sua localização com alguém (você).

Como os rastreadores GPS independentes se diferenciam dos rastreadores Bluetooth?

Rastreadores Bluetooth e rastreadores GPS muitas vezes são confundidos. Embora às vezes eles possam parecer iguais (embora os rastreadores Bluetooth sejam em geral muito menores em tamanho; sendo do tamanho de um chaveiro), ajudando a rastrear seus objetos de valor, a tecnologia é muito diferente.

O rastreamento por GPS funciona com satélites GPS. Isso os deixa disponíveis em todos os lugares. Pense no GPS de seu carro; no qual raramente há uma interrupção no serviço.

A tecnologia GPS por si só tem algumas falhas que causam alguns problemas de precisão de localização. Sob um céu claro sem interferência, a precisão do GPS varia de 3 a 5 metros. Árvores, edifícios, túneis, garagens e pontes podem acabar completamente com o sinal. Pense em quando você dirige seu carro por um túnel com a navegação do GPS ainda ligada. Além disso, a bateria dos dispositivos acaba muito mais rápido porque a tecnologia é mais potente.

O Bluetooth, por outro lado, deve estar dentro do alcance desejado do receptor Bluetooth. Portanto, se o dispositivo que você está tentando rastrear ultrapassar o limite de alcance (até 30 ou no máximo 60 metros) necessário para se comunicar com seu telefone, o rastreamento não funcionará. Ainda assim, a bateria em um dispositivo tão pequeno pode durar até um ano sem necessidade de carregar ou trocar a bateria.

A maneira mais fácil de demonstrar isso seria usar o seu animal de estimação como exemplo. Se você tiver um dispositivo de rastreamento por GPS conectado à coleira de seu cão, independentemente de onde ele esteja, você poderá identificar a localização do animal.

Por outro lado, suponha que você comprou um rastreador Bluetooth com um alcance de 30 metros. Se o seu cão estiver a 31 metros de distância, você não conseguirá rastrear a movimentação do animal até chegar perto dele ou ele se aproximar de você.

Naturalmente, a limitação de alcance torna o rastreamento por Bluetooth muito mais barato do que o rastreamento por GPS. Mas suas limitações o tornam mais adequado para rastrear coisas que não saem de sua casa, em vez daquelas que podem ir além do alcance da tecnologia..

Como se proteger de aplicativos de rastreamento em seu telefone?

Voltando ao rastreamento de celular: uma das complicações sobre rastreamento é que mesmo se você tiver o aplicativo instalado no telefone e no telefone de destino, com o consentimento concedido e todos os outros requisitos atendidos, é fácil o bastante para a pessoa rastreada impedir que o telefone seja rastreado simplesmente desativando o compartilhamento de local no aplicativo (se a pessoa souber que está instalado) ou desligando completamente a opção de compartilhamento de local nas configurações do telefone (se a pessoa for paranoica).

Se não tiver certeza de que desativar o recurso “Compartilhar local” nas configurações de seu telefone funcionará, a maneira mais fácil de garantir tranquilidade e bloquear o rastreamento é desligar o telefone. Desde que não esteja apenas no modo de espera, um telefone que esteja desligado ou que tenha sua bateria removida (em telefones em que isso é possível) não emite os sinais de rádio necessários para o rastreamento por GPS, Wi-Fi, Bluetooth ou qualquer outro método.

Como alternativa, é possível deixar o smartphone ligado, bastando desativar as funções de localização por Wi-Fi ou GPS ou desativar o compartilhamento de local nas configurações gerais do telefone. O simples ato de colocar o telefone em “modo avião” traz o mesmo resultado com um toque.

Evite a invasão não autorizada de seu telefone seguindo estes dois conselhos muito simples:

  1. Sempre bloqueie com senha seu telefone.
  2. Nunca clique em nenhum link em um email ou mensagem de texto de remetentes nos quais você não confia. Em geral, nunca clique em nenhum link de email/mensagem de texto que pareça errado. Ao fazê-lo, há risco de comprometer o seu celular e um hacker experiente poder entrar secretamente em seu aparelho, instalar todo o tipo de aplicativos e roubar seus dados.

Quatro mitos sobre o rastreamento por GPS

Mito nº 1: existem formas de contornar o consentimento

Resumindo: você deve ter o consentimento (leia-se, acesso ao telefone de destino) para rastrear o telefone de outro adulto.

Você pode ter lido que existem maneiras de instalar remotamente um aplicativo e, até certo ponto, isso é verdade. Mas é muito mais complicado do que ligar para o telefone de alguém e conversar por alguns segundos, como muitos sites informam.

Primeiro, é possível instalar remotamente um aplicativo em um dispositivo iOS. E, para muitos deles funcionarem, o iPhone precisa ser desbloqueado. Isso significa usar algumas soluções alternativas para desbloquear o sistema operacional do telefone para que você possa fazer coisas que a Apple não aprova. Além disso, você precisa saber as credenciais do iCloud da pessoa que está tentando rastrear.

Essa não é a maior parte do trabalho para uma instalação remota, no entanto. Na maioria dos casos, você ainda precisa acessar o telefone por um curto período para concluir a instalação com êxito. Tenha em mente que, se você conseguir o telefone de outra pessoa para concluir essa etapa, é provável que ele seja protegido por uma senha, o que torna o processo ainda mais desafiador.

No que diz respeito aos dispositivos Android, você pode instalar um aplicativo remotamente se tiver as informações da conta do Google da pessoa. Mas, novamente, você precisará ter o dispositivo da pessoa em mãos por alguns motivos.

Primeiro, se alguém perceber um aplicativo aleatório aparecer em seu telefone, tudo indica que ele será excluído e que suspeitas surgirão. Então essa é uma maneira fácil de ser pego.

Em seguida, muitos aplicativos de rastreamento exigem rooting, que é o processo de obter o controle do sistema operacional Android para que você tenha acesso total a todas as pastas do celular. O mesmo resultado pode ser alcançado quando você desbloqueia um dispositivo da Apple, como seu iPhone.

Como a instalação remota de aplicativos é muito difícil, muitas pessoas recorrem a rastreadores de GPS independentes ou de uso junto ao corpo para rastrear pessoas. Há uma variedade de opções para escolher quando estiver procurando por rastreadores GPS.

Você pode optar por relógios se estiver procurando por um acessório. A Garmin é uma das marcas mais confiáveis que se baseia na tecnologia GPS e não apenas na tecnologia Bluetooth, com o seu alcance limitado. As pessoas gostam dessas opções porque é possível prendê-las a algo para mantê-las no lugar. Você também pode usar etiquetas aplicadas nos pertences de alguém para rastrear a pessoa. Lembre-se, no entanto, de escolher uma etiqueta/dispositivo que use a tecnologia GPS, e não Bluetooth, se quiser rastrear fora das proximidades de sua casa. Bay Alarm e Garmin são marcas populares que recebem avaliações de qualidade dos usuários. Buddy Tag e Tile também são confiáveis, embora sejam rastreadores Bluetooth, o que significa que estão limitados a uma distância de 24 a 37 metros.

Lembre-se de que acessórios e etiquetas não dão acesso às mensagens ou aos hábitos de uso de telefone de uma pessoa, mas oferecem opções para locais.

Tenha em mente que é possível colocar um rastreador GPS em qualquer coisa sua e rastreá-la. Então, se você está passando por um divórcio, e seu ex tem um veículo no nome de ambos, você está em seu direito de colocar um dispositivo de rastreamento GPS no carro.

Por outro lado, se o seu divórcio for finalizado e você não tiver mais um carro no nome de ambos, estará violando a lei se rastrear o veículo.

Mito nº 2: telefones celulares não podem ser hackeados

Hackers podem fazer praticamente qualquer coisa que quiserem. É por isso que a segurança das redes de telefonia celular é um tema para debate. Os hackers podem acessar os telefones das pessoas e obter suas mensagens de texto, suas fotos e seu histórico de chamadas.

Na maioria das vezes, invasões de telefones celulares acontecem quando as pessoas acessam o Wi-Fi de uma rede pública. Você conhece esses avisos de segurança que aparecem quando você tenta se conectar ao Wi-Fi. Esse é o seu telefone avisando que não há como proteger suas informações.

Há anúncios em toda a Internet de hackers alegando que podem invadir o telefone de alguém e muito mais. Alguns desses anúncios são uma mentira completa: são apenas vigaristas se aproveitando de suas inseguranças. Há alguns que são legítimos, mas confira o que você precisa saber para garantir que esteja pagando por um serviço real.

Curiosamente, a maioria das pessoas ignora a maneira como um celular pode ser invadido. Mas invadir e rastrear são duas coisas diferentes. Você pode contratar hackers amadores para espionar o telefone de alguém, mas, vale lembrar, isso é ilegal.

A aprovação da Lei dos Poderes Investigativos de 2000, nos Estados Unidos, deixa bem claro que se você estiver tentando interceptar as comunicações de outra pessoa pode ser condenado a até 2 anos de prisão e a pagar multas. Então, você realmente precisa se perguntar o quanto deseja ver as mensagens de texto de seu ex.

Há anúncios em toda a Internet de pessoas que afirmam poder invadir o telefone de alguém. Alguns desses anúncios são uma mentira completa: são apenas vigaristas se aproveitando de suas inseguranças. Há alguns que são legítimos, mas confira o que você precisa saber para garantir que esteja pagando por um serviço real.

As quatro formas mais comuns como o seu celular pode ser invadido:

  1. Wi-Fi não protegido;
  2. Falhas do sistema operacional (OS);
  3. Aplicativos maliciosos; ou
  4. Clicar em um link obscuro em seu e-mail/mensagem de texto (chamado phishing).

Então pergunte ao suposto hacker como ele fará o serviço. Se ele não mencionar nenhum desses quatro gateways, ele está mentindo.

Uma maneira muito fácil de os hackers acessarem seu telefone é por meio de uma rede Wi-Fi sem proteção. Nesses tipos de rede, é muito fácil ver o que outras pessoas estão fazendo, e os hackers podem aproveitar isso para ver coisas como seus contatos, suas reuniões, seu e-mail e outras informações confidenciais, porque elas são de fácil acesso

Estudos mostram que há pelo menos uma vulnerabilidade descoberta em um sistema operacional todos os dias. Dessas vulnerabilidades, 10% são críticas. Portanto, se você conhecer um hacker que saiba como acessar uma dessas vulnerabilidades, poderá obter informações do telefone de alguém.

A última maneira como alguém pode invadir seu telefone é com um aplicativo malicioso. Alguns aplicativos são desenvolvidos para fornecer aos hackers uma porta de entrada para seu celular. A maneira de evitar isso é simples. Não baixe aplicativos de fontes não confiáveis.

Mito nº 3: posso encontrar meu telefone perdido mesmo se eu não tiver um aplicativo de rastreamento

Não há como um telefone se comunicar com GPS, Wi-Fi, Bluetooth ou torres de celular se ele não estiver ativado.

Há indícios de que os agentes do governo dos EUA podem acessar a localização de um telefone quando ele está desativado, mas esse não é o nível de acesso que você tende a ter se estiver apenas intercalando a conectividade de seu celular ou tentando encontrar alguém que você conhece.

Felizmente, para quem tem um dispositivo da Apple, aplicativos como o Buscar iPhone são pré-instalados em seu aparelho (se você tiver o iOS 8 ou posterior; caso contrário, basta instalá-lo manualmente). Quando você ativa essa opção no celular, o aplicativo é uma ótima ferramenta para ajudá-lo a encontrar seu telefone ou localizar onde seu parceiro pode estar. Você pode ter o aplicativo ativado em seu telefone sem saber, então não deixe de conferir.

É importante observar que você não pode ativar a função Buscar iPhone remotamente. Ele deve estar ligado e ativado para que funcione. Por isso, é de seu interesse ativar esse recurso imediatamente para que você possa ficar de olho em seu smartphone.

Essa função pode ser usada se você simplesmente perdeu seu telefone em sua casa, se tem medo de que o celular tenha sido perdido ou roubado em algum lugar público ou se está preocupado porque sua esposa está sob uma tempestade forte, mas sem atender chamadas.

Como descobrir a localização no Buscar iPhone e no gerenciador de dispositivos Android

Você pode simplesmente entrar em um serviço baseado em nuvem (iCloud.com, no caso do aplicativo Buscar iPhone) para verificar a localização de seu celular. A partir daí, você pode ver onde seu dispositivo está e onde esteve.

Se parecer que o celular foi atendido, você pode bloqueá-lo imediatamente e enviar uma mensagem com um número de contato. Isso permite que você se comunique com a pessoa que encontrou o telefone e ofereça a ela uma maneira de ligar para você sem acessar nenhum de seus dados.

Se o seu telefone estiver desativado, você pode usar seu laptop como auxiliar de pesquisa sobre sua localização. Enquanto você ainda estiver conectado à sua conta do Google, o dispositivo Android informará sua última localização. Então, você pode começar a busca ali.

Usando o iCloud, você pode acessar o aplicativo Buscar iPhone. Isso funciona enquanto a bateria não tiver terminado e o telefone estiver ligado. Se você ativou “Enviar último local” quando ativou o Buscar iPhone, ele vai registrar o último local. Caso contrário, o Buscar iPhone não será muito útil.

Seu último recurso é refazer seus passos

Se você finalmente tiver que se render e aceitar o fato de que o telefone desapareceu, certifique-se de se desconectar de tudo. Ninguém gostaria que alguém encontrasse seu telefone e começasse a postar coisas em sua conta do Facebook.

Então, o que preciso saber sobre rastreamento de telefone?

Vivemos em uma era de imediatismo. Essa mentalidade levou as pessoas a querer saber o que seus entes queridos estão fazendo em tempo real. Seja a forte vontade de uma esposa de acompanhar de perto o marido ou de uma mãe desejando conhecer os detalhes da vida social dos filhos, há uma forte necessidade psicológica de paz de espírito, especialmente no momento. E a resposta do século 21 ao cumprimento desse desejo é o rastreamento por celular.

Há muito receio e falta de conhecimento sobre a natureza do rastreamento de celulares, com base na percepção errônea de que qualquer um pode ver onde você está a qualquer momento. Na verdade, o único tipo de rastreamento que você precisa temer é o tipo em que alguém coloca uma etiqueta com GPS ou um smartphone antigo com GPS ativado em seu veículo.

Existem maneiras de alguém instalar secretamente um aplicativo de rastreamento em seu telefone, mas a probabilidade disso é pequena. A fórmula para evitar esses tipos de instalação é manter um código de acesso em seu smartphone e não clicar em links desconhecidos em e-mails/mensagens de texto estranhos em seu telefone que possam atrair invasores.

A boa notícia é que esse comportamento é totalmente ilegal e você pode usar a lei a seu favor.

Portanto, a menos que você esteja oferecendo voluntariamente sua localização por meio de mídia social ou um aplicativo de rastreamento consensual, sua localização será visível apenas para as pessoas que você deseja.

Se você está apenas incomodado com a ideia de que seu celular possa ser rastreado, é bastante fácil desativar completamente o acesso a ele— embora às custas de funções úteis como Wi-Fi e Bluetooth.

Se estiver preocupado com o rastreamento de seu telefone sem o seu conhecimento, procure aplicativos em seu smartphone que você não se lembra de ter instalado. Se encontrar algo suspeito, descubra sua função.

Uma boa maneira de evitar ter que se preocupar com isso é proteger seu aparelho com senha. Você pode definir uma senha na tela de bloqueio de seu telefone e também exigir uma senha nas lojas do Google Play e de Aplicativos para qualquer tipo de download.

Em última análise, o rastreamento por telefone não deve ser temido, porque é algo que pode ser controlado. Depois de entender como lidar com a questão e o que alguém pode e não pode fazer nesse sentido, aproveite seus benefícios com a tranquilidade de saber que está protegido contra possíveis problemas.

Por outro lado, se você deseja rastrear alguém, lembre-se de que, apesar do fato de que existem maneiras de contornar a lei, é ilegal rastrear o telefone de qualquer pessoa sem consentimento, a menos no caso de seus filhos.

Manter o controle sobre a localização de seus filhos e sua comunicação pode certamente mantê-los mais seguros, e isso o manterá ativamente envolvido em suas escolhas. Mas, se você está pensando em usar rastreamento para alguém que não seja seu filho, é recomendável reconsiderar a ideia.

O rastreamento, embora muito útil, precisa ser consensual. Então, se estiver pensando em rastrear seu parceiro sem o consentimento dele, provavelmente você deveria pensar duas vezes.

Yes, there are hackers who can help you, and there are workarounds that you can use, but if you get caught, there are also consequences that go along with those choices.Sim, existem hackers que podem ajudá-lo e existem soluções alternativas que você pode usar, mas se for pego, existem também consequências que acompanham essas escolhas.

A conclusão é simples. Você deve se perguntar o quanto precisa da informação que está procurando antes de tentar rastrear alguém sem consentimento. Afinal, qual é a utilidade dos dados obtidos se você não pode usá-los pelo fato de a informação ter sido acessada de forma ilegal?